terça-feira, 1 de novembro de 2016

O caminho da vida

Escrevo para entender o mundo
e saber o porquê de tantas mazelas
para explicar ao meu amigo Raimundo
que a vida é muito mais que elas

sei que a minha pena nada pode fazer
pois quem faz a história da humanidade
são aqueles que nada tem a perder
que não seja os grilhões da liberdade

por isso risco de tinta vermelha
no papel os caminhos da vida
que segue a luta feito centelha
queimando pequena brasa perdida

no terreno insólito da conservação
fazendo valer a velha esperança
de hastear a bandeira da revolução
e socializar os modos da bonança

31.10.2016

por: Antonio Lima Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário